Sistemas de Comunicação e Cultura Contemporânea
Contato e envio de trabalhos: jsfaro.puc@gmail.com

Actually, building a wall is my solution to just about everything
(Na verdade, a construção de uma parede é a minha solução para quase tudo)   


I - Objetivos Gerais

Permtir ao aluno desenvolver postura analítica conceitual em torno dos principais problemas que afetam a cultura contemporânea em decorrência do processo de midiatização tecnológica. Disponibilizar referências teóricas que discutem a construção das identidades culturais a partir da identificação da crise dos paradigmas do pensamento iluministas da pós-modernidade

II - Objetivos Específicos

Garantir que o estudante de jornalismo tenha compreensão do impacto que as transformações do mundo contemporâneo têm sobre sua futura atividade profissional e em que medida o universo midiático e os novos desafios da cultura afetam as narrativas noticiosas e os padrões de leitura do público dos processos comunicacionais

III - Conteúdo programático

* Questões da modernidade tardia: a descentralidade do indivíduo e a massificação * Os enunciados da Teoria. Crítica e das Teorias Funcionalistas em torno do desenvolvimento tecnológico: a instrumentalização da existência social e os movimentos contra-hegemônicos e contra-culturais do pós-II Guerra * Comunicação alternativa e emergência da construção das identidades contemporâneas * As teorias habermasianas sobre a esfera pública, mudanças e resgate de seu papel como espaço político. Redes sociais e contra-hegemonia * Imprensa e sociedade urbano-industrial 
* Elementos da cultura moderna e a atividade jornalistica *Jornalismo e ideologia; jornalismo e política * Jornalismo e mercado: a notícia como “produto à venda” * Sociedade da imagem e sociedade do espetáculo. Midiatização e Cultura. As teses dos Estudos Culturais e a teoria mediação de Jesús-Martín Barbero * O quadro de inserção dos países periféricos na rede global *As tecnologias digitais, a globalização econômica e a reconfiguração do Estado * Novos paradigmas da comunicação e a crise do Jornalismo: capitalismo tardio, sociabilidade moderna e o o colapso da teoria do 4o. poder 

IV - Bibliografia básica

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999
HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 2004.
WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. São Paulo: Editorial Presença, 2007

IV - Bibliografia Complementar

BUARQUE DE HOLLANDA, Heloísa (org). Pósmodernismo e Política. Rio de Janeiro: Rocco, 1991.
KELLNER, Dougas. A cultura da mídia. Bauru: Edusc, 2001.
MARTÍN-BARBERO, Jesus. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.
MORETZSOHN, Sylvia. Jornalismo em tempo real. O fetiche da velocidade. Rio de Janeiro: Revan, 2002.
SENNET, Richard. A cultura no novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2006.
______________________________


Na primeira década do século XXI, quase meio século depois do hino da Coca-Cola, o cidadão grego aí da foto, paga o pato pela participação de seu país no capitalismo global.
______________________________

* O curso está baseado em 3 questões, cada uma delas com literatura específica e sobre as quais os alunos deverão produzir seminários em grupo e análises individuais - com agenda previamente determinada. As duas atividades serão avaliadas conforme critérios que serão explicados em classe.

1a. questão:

* A sociedade contemporânea (sob qualquer designação que receba) convive com um processo de construção de identidades que se hibridizam nas práticas socioculturais de tal forma que o conflito de classes deixou de existir como centralidade da História?

Leituras:  


Textos de fundamentação teórica em Identidade Cultural na pós-modernidade

Identidade cultural na pós-modernidade. Stuart Hall (fichamento dos capítulos 1, 2 3 dessa obra deve ser entregue na 1a semana de agosto)

A pós-modernidade é um Renascimento ressignificado (Afonso de Toro, IHU)

Hibridismo Cultural (Peter Burke).

Globalización: productora de culturas híbridas? (Nestor G. Canclini).

A questão da hibridação cultural em Canclini (Mauro Gaglietti e Marcia Helena S. Barbosa).


 ➤ ➤ Hibridismo cultural e globalização (Maria Elisa Cevasco).

Diferentes, desiguales y desconectados. Mapas de la interculturalidad (Nestor G. Canclini)

A questão da hibridação cultural em Canclini (Mauro Gaglietti e Marcia Helena S. Barbosa).

El conflicto de las identidades. Comunicación y imagenes de la interculturalidad (Echeto) 

El culturalismo: atrofia ou devastação do social. José Sanchéz Parga

La construcción social de la realidad (Berger & Luckmann).

Cultura, medios y sociedade (Barbero e outros).



Outros textos sobre o tema para os alunos interessados em aprofundar seu conhecimento em torno do assunto aqui.

2a. questão:


* O multiculturalismo é um processo simbólico decorrente da midiatização e essa parece ser uma afirmação consagrada nos estudos de Comunicação, independente da resposta oferecida à 1a questão acima. Esse processo se sobrepõe às contradições sociais e instaura uma nova sociabilidade no âmbito dos padrões estéticos e ético-políticos?

Leituras:

* Capitalismo tardio e sociabilidade modernaJoão Manoel Cardoso de Mello e Fernando Antonio Novais. (Sobre o tema, assista aqui a entrevista de João Manuel Cardoso de Mello dada ao Café Filosófico e reproduzida no Youtube e também o vídeo com a discussão feita na Unicamp sobre os 40 anos da obra)

Comunicação contemporânea e questões de classeGraham Murdock

A cultura da mídia e o triunfo do espetáculo. Capítulo 2. Douglas Kellner

Outros textos sobre o tema, aqui

3a. questão:

* Qual o papel que o jornalismo desempenha nesse cenário e quais os desafios que ele enfrenta?

Leituras:

Para uma antropologia da notícia. Luiz Gonzaga Mota

Um outro quarto poder. Imprensa e compromisso político no Brasil. Afonso Albuquerque

* Éramos felizes contra a ditadura (Observatório da Imprensa)

Jornalismo pós-industrialRevista IHU.

O leitor infiel diante dos mapas da mídia semanal performativaJosé Luiz Aidar Prado

O perfil dos vencedores em VejaJosé Luiz Aidar Prado

* Morrem os jornais, surgem as marcas jornalísticas (Observatório da Imprensa)

Outros textos sobre o tema, aqui.

* Chile - como exemplo para explicar Dines no JB 
______________________________